Afinal, o que é turnover e quais os motivos para isso?

3 minutos para ler

A correta gestão de pessoas é feita com base em métricas e indicadores de desempenho, por exemplo, as taxas de satisfação e absenteísmo do time. Um dos principais indicadores é o turnover. Agora, o que é turnover e quais seus motivos?

Para responder estas e outras questões, criamos um artigo completo. Para se informar sobre o assunto, leia os próximos tópicos com atenção.

O que é turnover?

O termo “turnover” vem do inglês e significa rotatividade. Inicialmente usado no mundo dos esportes, em especial nos jogos de basquete e futebol americano, o termo indica a perda da posse de bola para o time adversário.

No contexto das organizações, em especial no RH, o índice de turnover representa a rotatividade de funcionários. Em outras palavras, o percentual de colaboradores que deixam a empresa em determinado período.

Até certo ponto, o turnover é natural. Pessoas se aposentam, mudam de cidade ou de carreira, e isso gera evasão. Mas quando o turnover é alto, significa que a empresa não está conseguindo reter talentos e criar um bom ambiente de trabalho.

Quais os motivos para a rotatividade?

O que faz um profissional deixar a empresa e buscar uma nova colocação no mercado? Os motivos são diversos, confira!

Contratação de baixa qualidade

Em primeiro lugar, está a má contratação. Profissionais alinhados ao propósito da empresa são até 5,3 vezes mais propensos a permanecer nela. O problema é que, por vezes, os novos contratados não compartilham as crenças e valores do negócio.

Quando não há fit cultural, isto é, alinhamento entre o DNA da empresa e do candidato, a rotatividade pode ser muito maior. Em razão disso, é preciso estruturar um bom programa de aquisição de novos colaboradores, para depois executá-lo com êxito.

Clima organizacional tóxico

O clima é algo bastante subjetivo, mas impacta significativamente a gestão de pessoas. Quando a “atmosfera” do ambiente de trabalho é tóxica, gerando erros e conflitos interpessoais, é muito provável que os talentos optem por deixar a empresa.

Pouca perspectiva de crescimento

Outro fator que encabeça a lista é a falta de crescimento. Todo profissional, em especial os talentos das gerações Y e Z, querem ter uma percepção dinâmica de crescimento. Quando isso não ocorre, preferem buscar suas chances do lado de fora.

Nesse caso, o mais interessante é que se crie um plano de cargos e salários, um plano de sucessão ou uma forte cultura de meritocracia (na qual cada talento será recompensado por seus resultados entregues). Assim, os talentos ficarão.

Como calcular o turnover?

Para realizar o cálculo do turnover, você precisa relacionar o total de colaboradores que deixaram a empresa e o número total de colaboradores no mesmo período, depois multiplicar o resultado por 100. Confira:

turnover (em %) = funcionários que saíram da empresa / total de funcionários no mesmo período x 100

O percentual ideal pode variar de acordo com cada organização, dependendo da sua política de retenção de talentos.

Agora você sabe o que é turnover e quais são seus principais motivos. É preciso atentar sempre a essa métrica, tendo em vista que a alta evasão pode lesar a reputação do negócio, gerar custos extras e afastar os maiores talentos.

Gostou do artigo? Aproveite para comentar suas principais experiências, dúvidas ou sugestões sobre o tema. Vamos lá!

Posts relacionados

Deixe uma resposta